Estratégia Digital participa da reportagem na Revista Profissão Sucesso

10/05/2009
  • Pin It

A matéria abaixo foi publicada na Revista Profissão Sucesso (março de 2010).

Empresas antenadas já utilizam o Twitter no mercado de trabalho

What’s happening?

Quem conhece o Twitter na internet já está acostumado com a pergunta do site. Foi a partir dela que o Twitter virou febre no mundo inteiro. Criada em 2006 como mais uma ferramenta das redes sociais de relacionamento, hoje, dinâmica como a própria internet, já começa a ser utilizada por empresas de forma comercial.O Twitter foi desenvolvido para mensagens curtas, com no máximo 140 caracteres.

Originalmente a utilização do site seria para acessos breves, como celulares com internet e usado para passar informações urgentes ou simplesmente para enviar uma novidade rápida e contar a outras pessoas o que acontece em um determinado momento.

Com o crescimento do site, o mercado notou que o Twitter não era um espaço utilizado apenas por jovens e que existia um forte potencial de consumo. Uma recente pesquisa realizada pela empresa de monitoração E-Life mostra que 38,5% dos 1.277 entrevistados apontam o Twitter como o mais importante do seu segmento, seguido pelo Orkut com 26,9%. A idade média dos participantes da pesquisa foi de 28 anos, 46% residem no estado de São Paulo e 42,7% têm renda familiar superior a R$ 4.151,00.

Segundo a Associação Paulista de Agências Digitais (APADI ), a internet já atinge no Brasil cerca de 63 milhões de pessoas, o que corresponde a 33% do país. Cabe ao Brasil o título de país com o maior número de horas por mês de pessoas conectadas à rede. São 26 horas e 15 minutos mensalmente por pessoa.

No mercado

Um exemplo já considerado clássico do potencial do Twitter nos negócios ocorreu em São Paulo, no primeiro semestre do ano passado. A construtora Tecnisa fechou a venda de um apartamento de R$ 500 mil pelo Twitter. Antenados às novidades do mercado, o Centro Universitário Barão de Mauá de Ribeirão Preto utiliza o Twitter desde agosto de 2009.

No final do ano decidiu também incluir a ferramenta na campanha de marketing para o vestibular. “Observamos o Twitter como tendência. Como somos uma instituição de ensino, o que nossos alunos querem é a informação, então nada melhor do que fazermos parte desse meio”, explica Marcelo Pelegia, 24, webdesigner da instituição.

Durante a campanha, foram disponibilizados via Twitter informações e links com dicas de como fazer uma boa prova, datas e inscrições de vestibular, vídeos sobre os cursos oferecidos, teste vocacional, entre outros. Hoje, a instituição já possui centenas de seguidores.

Marcelo - Twitter do Barão de Mauá leva informação a centenas de seguidores

Marcelo - Twitter do Barão de Mauá leva informação a centenas de seguidores

Pioneira na utilização do Twitter no segmento de concessionárias de carros em ribeirão preto, há cerca de quatro meses a Santa Emília utiliza a ferramenta como mais um instrumento informativo sobre seus produtos e serviços, oferece promoções, notícias relevantes ao perfil dos clientes etc.

Segundo o diretor de marketing e qualidade da empresa, Egno Ferreira Silva, 45, a companhia almeja com isso a fidelização do comprador. “A ideia é que se mantivermos um bom relacionamento com nosso cliente, se conseguirmos fazer com que ele se torne um seguidor da Santa Emília no twitter, quando precisar adquirir um novo veículo lembrará de nós”, explica.

Egno da Santa Emília - empresa utiliza Twitter para fidelizar clientes

“Para ter a presença forte da marca você tem de estar onde o consumidor está.”

Opinião do cliente

Para uma empresa atuar em canais de comunicação como o Twitter, é necessária muita maturidade, pois além de elogios e a possibilidade de negócios, também está sujeita a críticas. Esta observação é da analista de mídia social da agência Estratégia Digital, Ana Madeira, 23. “A empresa tem de ter transparência no relacionamento com o seu cliente. Hoje as pessoas expressam suas opiniões na internet para ajudar outras pessoas. Isso está muito presente nas redes sociais”.

estrategia-digital

Ana Madeira e Rodrigo Sampaio da Estratégia Digital - empresas precisam de maturidade para lidar com críticas dos consumidores

Críticas servem para aprimorar produtos, serviços e o relacionamento com o cliente. A maioria das empresas que já está no Twitter utiliza a ferramenta para o monitoramento de suas marcas, pois é necessário saber qual a imagem que a companhia transmite aos compradores.

Quem também embarca na nova tendência é a agência de publicidade NW3 Comunicação, que desde janeiro deste ano inclui o Twitter no planejamento estratégico das campanhas de todos os clientes. “Para ter a presença forte da marca você tem de estar onde o consumidor está”, observa o diretor de novos negócios da agência, Lelis Caldeira, 32.

nw3

Lelis da NW3 - inclui o Twitter no planejamento estratégico de todos os clientes

Futuro

Quanto ao futuro do Twitter no mercado, a expectativa é de crescimento. Para Lelis, da NW3, a receptividade das empresas virá de forma contínua, pois existe uma convergência de mídias. “Na capital a utilização de mídias sociais no mercado já é uma realidade e isso começa a se firmar no interior”, diz Caldeira.

A analista de mídia social Ana Madeira também acredita no aumento da utilização do Twitter. “É um trabalho lento, mas contínuo. Os resultados de credibilidade da marca são construídos a médio e longo prazos. O objetivo é conseguir tamanha intimidade entre empresa e cliente que a pessoa se tornará uma espécie de embaixadora da marca”, encerra a Ana.

“O objetivo é conseguir tamanha intimidade entre empresa e cliente que a pessoa se tornará uma espécie de embaixadora da marca.”

Estratégia Digital
Autor: Estratégia Digital

Consultoria em marketing digital que atua há mais de 8 anos na região de Ribeirão Preto.

line
line

2 comentarios sobre “Estratégia Digital participa da reportagem na Revista Profissão Sucesso”

  1. Interessante ver como o meio digital esta em todos os segmentos, desde o garoto que disse ser uma tendencia e ele nao está errado, até o planejamento de agencias provando que isso é uma realidade.

    Pensem, a 8 anos, sites eram em html, asp, programa bom para compartilhar arquivos era o kazaa, msn era um projeto, orkut surgia precisando de convite.

    Tudo no meio digital é uma tendencia, que se adequa a sua realidade.

    Muito boa a matéria.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*