E-mail Marketing: Estratégico sim! Morto? Jamais!!

02/07/2013
  • Pin It

O e-mail marketing está passando por uma crise existencial. Sim, ele até foi dado como morto por vários entendidos do assunto. Entretanto, sabemos que o e-mail é uma ferramenta de internet com fácil acesso e alcance a perder de vista. Além disso, proporciona um meio de comunicação restrito, pessoal.

Então, o que aconteceu?

Não desmerecendo as redes sociais, todavia utilizadas por maioria jovem, famosos e (os mesmos) entendidos do assunto. Elas têm seu valor. Mas o e-mail é diferente. O e-mail é livre de preconceitos, o e-mail é democrático, o e-mail é pessoal. Então, poxa vida, se ele é capaz de ser dirigido as mais diversas segmentações, como ele pode ser desdenhado desse jeito?

Há uma explicação bem elegante para isso. O e-mail marketing foi banalizado, mal utilizado e vulgarmente denominado de SPAM.

Por que? Porque foram enviados indevidamente e com frequência absurda a quem não tinha o menor interesse em recebê-lo. Fato este que deixou as pessoas injuriadas.

E-mail Marketing

Como dar credibilidade ao e-mail marketing?

Já estamos mudando isso. Os profissionais de marketing digital estão zelando pela qualidade da sua mailing, higienizando-a quando necessário e dando liberdade para quem quiser pular fora. Além disso, mais criatividade e inovação estão sendo inseridas nas técnicas de elaboração e produção do e-mail marketing.

E-mail marketing
Falando nisso, cada parte do e-mail marketing necessita de cuidado e atenção. Seguem alguns detalhes importantes:

  • Os destinatários devem saber de quem estão recebendo o e-mail marketing;
  • O assunto deve estar claro, definido;
  • Quem abrir o e-mail deve conseguir executar a ação desejada;
  • Os desinteressados devem conseguir se descadastrar de maneira prática.

Sendo assim, o seu contato deve saber com quem está falando e qual o assunto em questão. Quando esses primeiros parâmetros estiverem adequados as chances de seu e-mail marketing ser aberto é bem maior. Se tiver um toque criativo então nem se fala.

O Pré-Header, normalmente utilizado para dar uma prévia do assunto que virá e dar a opção de visualização no navegador, pode ser trabalhado de forma a ser mais atraente. Dessa forma, esperar o carregamento das imagens fica bem mais convidativo.

E a Call-to-Action? Sem ela nada disso valeria a pena, certo? Pois bem, seja um botão, um link ou uma imagem ela deve ser vista… e clicada, oras!

Se isso não ocorre não há conversão, portanto não economize nessa estratégia.

Mas e as Redes Sociais??

Mostre que a sua empresa quer se relacionar com os seus clientes. Estimule-os a fazer parte de suas redes sociais. De que jeito? Através do e-mail marketing! Fique sabendo que há diversas formas de se trabalhar essa conexão no decorrer de um e-mail.

E-mail Marketing

Não se vá…

Para finalizar, dê ao seu assinante a opção de partir. Sim, é triste e dolorido mas dessa forma a qualidade da sua lista é mantida. Você já entendeu que se sair disparando e-mail marketing a torto e a direito será bloqueado de alguma maneira, não é?

Relatório de disparo do E-mail Marketing? Hã??

Bom, mas de nada adianta fazer tudo isso se os relatórios não forem interpretados de forma crítica, visando sempre o melhor desempenho nas próximas campanhas. Consegue fazer isso corretamente?

Finalmente!

O e-mail marketing está com tudo, figura entre as principais estratégias de marketing digital, só não vê quem não quer! Aposte nesta estratégia!!

Rodrigo Sampaio
Autor: Rodrigo Sampaio

Diretor Executivo da Estratégia Digital, Professor de 5 cursos de Marketing Digital e 2 turmas de Facebook Marketing oferecidos em Ribeirão Preto, MBA em Marketing FGV e Aluno EAD do MBA em Gestão Estratégica USP.

line
line

Um comentário sobre “E-mail Marketing: Estratégico sim! Morto? Jamais!!”

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*