Aplicativos para Facebook: uma opção para as empresas serem diferentes

30/12/2011
  • Pin It

Este é o primeiro de uma série de quatro posts. Nesta série iremos falar sobre nossas previsões para 2012 em Mídias Sociais.

E agora?

Muitas empresas já sentiram a necessidade de criar suas páginas no Facebook. Algumas contratam agências para administrarem suas páginas, outras contratam um analista de mídia social e muitas ainda colocam alguma pessoa que consideram saber “mexer com essas coisas de internet”, o famoso ‘sobrinho’, figura muito falada – e trolada*  – entre os profissionais de mídia social.

sobrinha mídia social

Pois bem, desconsiderando as empresas que não têm entendido do que se trata social media e as que ainda estão entrando neste universo, qual é o próximo passo para as empresas que já estão planejando, fazendo curadoria de conteúdo e monitoramento de presença e resultado?

Fazendo mais que o mesmo

A verdade é que em muitas páginas do facebook não vemos ainda uma customização básica, um atrativo que seja, para receber bem e melhor os curtidores. Quando a timeline e a cover (capas como cabeçalhos de blog) chegar para as páginas, ficará ainda mais evidente a falta de criatividade e preocupação das empresas em proporcionar aos curtidores uma melhor experiência de navegação.

cover

A página é mais que o mural da página. Algumas marcas já notaram isso e estão investindo pesado em outros recursos para tornar sua fan page mais agradável e gerar mais engajamento.

Os aplicativos, aposta para 2012

Há marcas já investindo em desenvolvedores, sejam para criar aplicativos de desconto (como o Ponto Frio, para dar um exemplo), ou games, como a HBO já fez e a Vodka Absolut Brasil, que fez um aplicativo para que as pessoas criassem sua própria garrafa.

Na maioria das vezes, para ter acesso a esses aplicativos, os usuários do Facebook têm que curtir a página. Como é para usufruir desse “algo a mais”, não fica ruim (fail) para a marca  restringir certos conteúdos para quem é curtidor da página, diferente de algumas empresas que obrigam as pessoas a curtirem para conseguirem ler o próprio mural da fan page. No primeiro caso, é tratar com exclusividade quem curte a marca, no segundo, é barganhar para conseguir curtidor (geralmente trocando curtir por promoções)!

Aplicativo da HBO: Game of Thrones

Os aplicativos já são uma realidade e em 2012, e o meu palpite, é que eles bombem!

E você, acha que os aplicativos serão a bola da vez no ano que vem?  Conhece alguma outra página que fez um trabalho legal usando aplicativo?  Compartilhe!

Daiany Maia

Analista de Mídia Social       @dai_andrade

*trollar, nesse contexto, é brincar, zuar, tirar sarro, ironizar.

 

Estratégia Digital
Autor: Estratégia Digital

Consultoria em marketing digital que atua há mais de 8 anos na região de Ribeirão Preto.

line
line

3 comentarios sobre “Aplicativos para Facebook: uma opção para as empresas serem diferentes”

  1. Muito bom o artigo! Concordo com o que disse, e ainda não entendo o motivo pelo qual as empresas ainda criam perfis, enquando devem criar funpages.

    As empresas ainda precisam aprender como trabalhar nas redes sociais. Ou então, optar pela contratação de um profissional da area.

  2. Show o post. Vemos uma "novidade" em se tratando de facebook no brasil, ainda mais para as empresas…encontramos muitas ainda usando perfil..conheço um vereador que tem 3 perfis..aff!

    Eu mesmo estou me descobrindo com os "aplicativos" mas o facebook ainda me dá uma dorzinha de cabeça. Meu clientes estão permitindo aplicar essas novidade..

    Ah..que bom uma canal desse tipo mais próximo a mim no interior de SP…

    Abraços e parabéns pelo site!

    Kiko

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*